Início | Notícias | Salões | Concursos | Saberes em Rede | Citações | E-livros | Videoclube
 
 

 

 

Todos os Sonhos de Abril-Ana Paula Motta
Reflexões a respeito de...

 
 

Arquivo:

 
  Erro 2013
Maio 2013
Erro 2012
Fevereiro 2012
Março 2012
Abril 2012
Maio 2012
Junho 2012
Agosto 2012
Setembro 2012
Novembro 2012
Erro 2011
Fevereiro 2011
Março 2011
Abril 2011
Maio 2011
Junho 2011
Julho 2011
Agosto 2011
Setembro 2011
Outubro 2011
Novembro 2011
Dezembro 2011
Erro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010
Junho 2010
Julho 2010
Agosto 2010
Setembro 2010
Outubro 2010
Novembro 2010
Dezembro 2010
Erro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
     
  Posts Recentes :  
  Falha nossa
Férias
O dia que não começou
Palavras tortas
Carta de Maria Alice às suas amigas Do Carmo e Madame Sucralose
Feliz Aniversário
E vejo flores
Tempestade
Primavera
Abril
     
  Amigos/Favoritos:  
  Sabor e Histórias
Quarto de Segredos
Dentro da Minha Cabeça
Mundo Globalizado (8º B- Salesiano)
Diário de Classe
Ligação Direta
Todo Amor que houver nessa vida
bento-vai-pra-dentro
Blogue de Natália Augusto
Comentários do Cotidiano - Fábio Siqueira
Blog do Núcleo
Eu penso que...
Sociedade Blog
Vamos Comer
Morada do Visconde do Rio Branco
Blog do Nono B
Casa da Leitura
As Nossas Leituras
Roseana Murray
Aucilene Freitas
A Hora das Palavras

 

 

 

 
   
 

Pesquisar neste blog:

 

 
  Os meus tags:  
 
canção, outono Texto insônia, noites lua,sol.estrelas,felicidade,primavera amor,poema,lágrimas Primavera,vida,janela felicidade,frases infância,gosto Tecnologia,escola,comunicação,informação Campos,eleições Menina,transbordamentos,felicidade,flores,jardim,sonhos razão, flores emoção,olimpíadas Reforma,ortográfica,acordo,diferenças,língua,pátria Mulheres,poesia terra Jornalista,diploma,formação,titulação cores,mundo Estações,outono,primavera,vida,inverno Dor,religar-se,Deus guerra,livro,inverno,manhã terra,aldeia, poesia,luar saudade,amora casa,fachada São João,Teatro estrelas,sorriso,conto,poema, poesia cartas,amor,ridículas flores,rendas,vida,cores lua,sua,pedaço Delicadeza Sorriso,gargalhada,alma anjos,asas,meninos,meninas diploma,jornalistas acelerada,café abril,dia,meio,alma canção,ninar,gente mulher,tarefas,lar,casa abril,primavera,flores cotidiano,diariamente,amor,vida,crianças Estações,primavera,flores primavera,música,espetáculo Primavera,som,estação Amor,preconceito domingo teatro Florbela,primavera,poesia sons,estação,primavera flores,salada outono,cinema poema,canção,amor,mulher pesquisa,estudantes,professores poesia,manhã,feliz teatro,crianças,cinema eleições, Campos Campos,eleições,pobreza mulher,tensão,tristeza,irritação.TPM ostra,vento,dia vento,tempestade alergia sol, lua música,alma milagres,histórias,felicidade imprensa, liberdade alegria, dor, felicidade manhã, dor cinema vida,primavera,fraternidade música canção teatro espera,mulheres,homens filme aldeia.terra sonhos,vida,brisa,manhãs cores,dia,felicidade,flores,primavera felicidade,flor,tempo,vento,maio dor,poesia,felicidade,amor blog lua,plena,felicidade,vida teatro,cultura casa,amor,alegria música filme teatro professores,manifestação,luta esperança,manhã tarde,música anjos,luzes,Natal,presente,bem,brisa,despertar sonho,moça,dia,noite céu,chuva,sol encanto,leveza.delicadeza,fadas,sonho poesia,tarde,delicadeza,doçura desassossego,clima,vento.brisa delicadeza,alma,pessoas,sonho vida,coragem,mulher,amor estrela,sorriso,sonho,amor, insônia,noite,reedições,família,primavera,vida olhar,amor,poesia,sonhos,vida filme,amor,história vida,amor amor,outono,primavera,você Natal,criança, solidariedade Natal, canção flores,folhas,vento, poesia destino,vida,amor, felicidade estrelas,amor,sorriso,primavera,outono,jardim,flores amor,poesia,espera,guerra poesia,mofo,chuva,domingo,dia blogs,notícias enchente,solidariedade,Campos,blogs solidariedade,enchente,Campos sofrimento,África,mundo poema,poesia, dor,amor mulheres,doação,campanha filme,romance,amor Natal.neve,sonho amor,filme,romance,chocolate amor,primavera,flor,poesia Natal.felicidade,vida,filme amor,infância.música,semana,dia solidariedade,criança,Natal Natal, música poesia,amor,vida,cotidiano infância,Natal, lembranças poesia,maré,sonho enchente,Campos,aldeia aniversário,melancolia aldeia,política Natal.Ano Novo,sonhos princesas,fadas,histórias,vida,poesia Natal,tristeza,tarde vida, poesia dor,amor,vida,flores,poesia delícia,vida,cozinha,receita,doçura sonho,amor,princesa,sapo infância,princesa,conto princesas,meninas,poema,conto aniversário,abril conto,sonhos,princesas,lobo sonhos,meninos,vento poema,vento,desassossego música,amor,história verão,textos fogo,vento,verão princesa,festa,infância maio,flor amizade,aniversário conto,ano novo sábado, música amor,você,poesia felicidade,intensidade TPM, cozinha,livros,mulheres canção poesia,amor,verão filme,cinema teatro, cinema,circo stress amor,poema,poesia, felicidade blogue, culinária, histórias,sabor cultura, teatro sonho,princesas,fadas,asas cotidiano, vida, otimismo melodrama desafio,poesia, livro música, mar poesia, poema, amor, intensidade, alma poesia, manhã, felicidade.amor poema,poesia, amor música poesia, poema, tempo, amor escola abril,primavera,flores abril,flores,sonhos poema,poesia,amor,felicidade SEPE,professores,luta poema,poesia,amor,felicidade dor, palavras chuva blogue amor,música,alma música amor,namorados sonho,vida,amor,tertúlia educação São João,menina, poema,poesia,amor,noite,estrela música poema,dor,poesia poema,poesia,dor,amor,alma conto, conto de jardim música,amor dor,poema,poesia,manhã,manhãs dor,poema,poesia,amor,alma alegria,felicidade poema,poesia,dor,amor,alegria,espera aniversário,blog,blogue, filho, felicidade alegria, asas, dor, dor. felicidade, intensidade, meninas, sorriso, vida coração,cotidiano,dor,vento,vida,calor estrelas,poema,poesia,sonho,menina sonhos,vida poema,poesia,dor,mentira,amor,mulher dor, poema, poesia, Poesia uma horas dessas, primavera poema, poesia, estrela, estrelas felicidade, mulheres, poema, poesia, primavera, vida alma, amor, flor, poema, poesia, primavera amor,música sonho,chuva,cotidiano alegria, felicidade, sol amor,amoras,sabor,histórias,blog imprensa, jornal, memória Walnize Carvalho menina,poema,poesia poesia,poema aniversário,blog,blogue, insônia,sonho, felicidade,amor blogue,aniversário poema,poesia Natal,infância, criança noite,Natal,criança conto,amor,felicidade,inverno,Natal ano novo,conto de jardim ano novo, novidade poema,flor,poesia natureza, mulher poema, poesia, amor, vida brisa,poema,poesia, abril manhã, felicidade,amor,poema,poesia, maio,flor,alma poema,poesia,amor,verão música, sábado,amor,Chico Buarque poema,poesia,amor poema, poesia, amor, flor poema,poesia,alegria,tristeza chuva,poema,poesia,dor felicidade,azul,dia Abril,sonhos,vídeo plena,felicidade,filho,mãe poema,poesia,amor,afeto poema,poesia,maio,manhã,noite,flor,flores poema,poesia,bailarina poema,amor,poesia poema, poesia, delírio poema, poesia, primavera, amor calor poema, poesia visitas poema, poesia, amor bobagens poema,poesia, felicidade conto, contos de jardim abril, poema, poesia, amor vento, felicidade, amor, poesia, poema poema, poesia,maio poema, poesia, amor, manhã sombras aniversário primavera frio, neve, inverno, infância amor, medo, comida, cas morte, dor,Maria Alice Natal, manhã amor, felicidade amor, flor amor, saudade, tristeza amor, lua, urgência tristeza abril, poema, poesia, amor primavera, amor, manhã chuva, tristeza, tempestade flor, primavera, felicidade Maria Alice férias blogue
 
       
 

 

 



 
 

Ana Paula Motta
Professora e Jornalista (nem sempre nessa ordem)

Mãe amorosa desse blog e mais amorosa ainda de um rapaz lindo de 16 anos. Redescobri minha paixão primeira: escrever. E ler, tudo que me dá vontade, hábito nunca abandonado, mas hoje retomado com mais vigor. Estou descobrindo, ainda que tardiamente, que disciplina, na medida certa, faz muito bem à vida e por isso tenho algum tempo reservado no dia à leitura e a escrita. Gosto de postar quando estou minimamente feliz, quando não estou bem escrevo “no sacrifício”. Não espere encontrar desabafos em momentos de tensão. Para os desabafos pessoais uso textos para mim mesma, e-mails para os amigos e o bom e velho bloco de papel nas madrugadas de insônia. Apaixonada por poesia, cinema, gastronomia e criança boazinha (pra quem adoro contar histórias minhas e alheias). Gosto de jardins com folhas e flores, fotos no celular, livros e revistas por toda parte. Na minha vida tem espaço para ser piegas, choro em filme romântico, show de rock e sonhos ao amanhecer. Um pedaço de lua, de rua, de cotidiano comum. "É urgente inventar alegria, multiplicar os beijos, as searas, é urgente descobrir rosas e rios e manhãs claras." Eugénio de Andrade

 
 
 

Um pedaço de mim...

Bicicleta com flores

 

Tenho certa tendência ao exagero, por isso esse título um tanto arrebatado.

O Todos os Sonhos de Abril está fazendo um ano hoje com mais de 78 mil acessos, um número para mim inimaginável quando comecei a escrever por aqui (quando cheguei à mil visitas vibrei feito criança.).

Hoje é dia dos agradecimentos, e a lista é enorme. Ao Vasco Lopes que fez o primeiro comentário e que sem saber me estimulou a continuar, ao Pedro Otávio Cavalcante (meu filhote) que fez vídeos exclusivos e lindos para o blogue, ao Luís Bento meu mais assíduo e brilhante comentarista, à Jeanete Barcelos que me impediu de acabar com o blogue num momento difícil, ao José Fonseca que sempre me “empurra” para continuar escrevendo, aos blogueiros amigos Álvaro Marcos (que fez o primeiro link no Ligação Direta) e Gervásio Neto que me ampliou os horizontes me convidando pro Sociedade Blog, à Natália Augusto que além de comentários gentis me descobriu e se tornou amiga fiel através desse espaço e sócia no Sabor e Histórias, à Rosânia Júlio que divulgou esse sonho em diversos lugares entre os professores da rede estadual, à Ana Vidal que me abriu sua Porta do Vento, ao Xacal que apesar de estilos tão diferentes soube entender meu jeito meio meloso de escrever, ao Clube de Leituras que proporcionou essa troca com alunos e professores abrigou esse sonho,a todos que visitam nesse primeiro ano: um imenso OBRIGADO!!!

Esse filhote que nasceu com a finalidade de me fazer companhia nas férias passadas, acabou sendo muito mais que isso, embora ande meio abandonadinho nos últimos tempos por mil razões .

Abaixo o primeiro post de fato.

 

Noites de insônia são boas para...

UrsinhoHouve um tempo em que a insônia me desesperava. Hoje cheguei a conclusão de que noites não tão bem dormidas podem ser aproveitadas de muitas formas. Uma muito últil (pelo menos para mim) é sonhar acordada, coisa que tão pouco nos permitimos nessa vida tão agitada que a maioria de nós leva. Sonhar acordada ao contrário do que pensam os pessistas, os "sérios" e os chatos em geral, é uma maneira mais colorida de fazer planos. E para quem gosta de viver fazer planos é como um sopro de oxigênio. Pois é no primeiro momento da minha, digamos "insônia produtiva", os sonhos de olhos abertos me tomam de assalto, assim naturalmente. Desse mundo onírico muita coisa boa acaba saindo, até ver as coisas as de uma maneira mais saudável, os caminhos parecem mais abertos.

    Outra forma muito interessante de aproveitar a falta de sono é pensar textos. Isso mesmo pensar em meus texto, que muitas vezes não são escritos por falta de tempo para simplesmente "parar" no meio do dia. À noite eles se impõem, meio que me dizendo "Você não nos dá atenção e agora vai ter que nos ouvir". As idéias vão se encadeando de uma maneira meio mágica, alguns diriam que é inspiração, eu acho que é simplesmente voltar a exercitar uma capacidade que sempre foi cotidiana e que com o tempo e a mudança de hábitos deixou de ser. Escrever é exercício. Quando a idéia é muito boa, e olha que para ser considerada assim ela tem que se esforçar e me provar, acabo saindo da cama e escrevendo do velho modo: caneta e papel. Muitos rabiscos depois volto para a cama e volto a dormir, quase sempre. é como se o cérebro estivesse numa fase de tanta atividade que acabasse por me impor os textos. Não posso reclamar.

   Alguém deve se perguntar: "Como ela sobrevive sem dormir" . Vale esclarecer que sempre me deitei tarde e agora de uns meses até hoje venho deitando muiiiito cedo, por volta de 10, 10 e meia da noite e isso me faz acordar lá pelas 2 ou 3 h. Ou seja quando o sono é interrompido já dormi 4 ou 5 horas de sono. Lá pelas 6h me levanto arrumo o café da manhã e o lanche do meu filho e o mando para a escola. Aí, volto para cama e, não raro, volto a dormir até 8 ou 8 e meia. No fim das contas quase sempre durmo mais de 6 horas, o que para mim tem sido mais que suficiente. Afinal quando passamos dos 40 anos, dizem, nosso corpo precisa de menos horas de sono para se reestabelecer.

   Acho que até lidar bem com a falta de sono tem sido uma maneira mais madura de ver a vida. Por hoje, é só...

Transcrito do meu blog mais antigo,texto anteriormente postado em 14/06/2008

 
 

escrito por João Ana Paula Motta 31-07-2008 16:49
2 comentários

 

 

 

 

 
 

escrito por João Ana Paula Motta 31-07-2009 15:33
2 comentários

 
 
 

Penélope


Passava os dias a olhar o horizonte.

Uns dias mais,

outros menos.

Até quando?

 
 

escrito por João Ana Paula Motta 27-07-2009 14:40
0 comentários

 
 
 

Quatro estações

 

Fragmentos de felicidade

Ou ensaio sobre alegria...

 
 
 

escrito por João Ana Paula Motta 20-07-2009 22:07
4 comentários

 
 
 

Intensa e dolorida flor


Alma Perdida

Toda esta noite o rouxinol chorou,
Gemeu, rezou, gritou perdidamente!
Alma de rouxinol, alma da gente,
Tu és, talvez, alguém que se finou!

Tu és, talvez, um sonho que passou,
Que se fundiu na Dor, suavemente…
Talvez sejas a alma, a alma doente
D’alguém que quis amar e nunca amou!

Toda a noite choraste… e eu chorei
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguém é mais triste do que nós!

Contaste tanta coisa à noite calma,
Que eu pensei que tu eras a minh’alma
Que chorasse perdida em tua voz!…

Florbela Espanca - Livro de Mágoas

 
 

escrito por João Ana Paula Motta 17-07-2009 03:13
0 comentários

 
 
 

Manhãs

 

Degas

 

Edgar Degas-Mulher pentenado seus cabelos - 1886

 

Duras manhãs

As horas frias

Dores manhãs

 
 

escrito por João Ana Paula Motta 12-07-2009 15:46
0 comentários

 
 
 

Um grão, uma canção...

Grão de Amor
Arnaldo Antunes Composição: Carlinhos Brown / Marisa Monte
Me deixe sim
Mas só se for Pra ir ali
E pra voltar Me deixe sim
Meu grão de amor
Mas nunca deixe
De me amar
Agora as noites são tão longas
No escuro eu penso em te encontrar
Me deixe só
Até a hora de voltar
Me esqueça sim
 
Pra não sofrer
Pra não chorar
Pra não sentir
Me esqueça sim
Que eu quero ver Você tentar
Sem conseguir
A cama agora está tão fria
Ainda sinto seu calor
Me esqueça sim
Mas nunca esqueça o meu amor
É só você que vem
No meu cantar meu bem
É só pensar que vem Láia laia
Me cobre mil telefonemas
Depois me cubra de paixão
Me pegue bem
Misture alma e coração
 Marisa Monte e Arnaldo Antunes - Grão de Amor
 
 

escrito por João Ana Paula Motta 11-07-2009 17:11
0 comentários

 
 
 

A dor, a flor, Florbela

Minha boca fala através da dela, poema de Florbela...
Folhas de Rosa

Todas as prendas que me deste, um dia, Guardei-as, meu encanto, quase a medo, E quando a noite espreita o pôr-do-sol, Eu vou falar com elas em segredo …

E falo-lhes d’amores e de ilusões, Choro e rio com elas, mansamente… Pouco a pouco o perfume do outrora Flutua em volta delas, docemente …

Pelo copinho de cristal e prata Bebo uma saudade estranha e vaga, Uma saudade imensa e infinita Que, triste, me deslumbra e m’embriaga

O espelho de prata cinzelada, A doce oferta que eu amava tanto, Que reflectia outrora tantos risos, E agora reflecte apenas pranto,

E o colar de pedras preciosas, De lágrimas e estrelas constelado, Resumem em seus brilhos o que tenho De vago e de feliz no meu passado…

Mas de todas as prendas, a mais rara, Aquela que mals fala à fantasia, São as folhas daquela rosa branca Que a meus pés desfolhaste, aquele dia…

Florbela Espanca - Trocando olhares

 
 

escrito por João Ana Paula Motta 08-07-2009 13:28
0 comentários

 
 
 

Apenas uma tarde

Não importa a chuva, nem a lua

Não importa o sol, nem nuvens ou o céu.

Poeira, saudade, felicidade ou tristeza,

Nada importa na tarde estranha de inverno.

Não há sons.

Só o tempo passa.

Um silêncio em forma de nó...

 
 

escrito por João Ana Paula Motta 03-07-2009 18:57
5 comentários

 

 
 
 
Patrocínio
  || Desenvolvido por CITI || Servidores da FCCN